Monitoramento ao vivo: twitter.com/bhtempo

bhtempo

    12 de dezembro de 2009

    BH comemora aniversário com muito sol e calor

    Vista parcial da Praça Sete em 1940

    Há 112 anos era inaugurada uma das primeiras cidades planejadas do Brasil: Belo Horizonte. Construída para ser sede de um dos estados mais ricos da federação, a capital mineira foi conhecida por muitos anos como uma cidade de clima ameno e saudável, o que atraiu pessoas do mundo todo para tratamento de doenças respiratórias.
    Planejada originalmente para abrigar 200 mil pessoas, a cidade viu sua população crescer rapidamente ao longo do século XX. Segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2009 sua população era de quase 2,5 milhões de habitantes.
    Todo esse crescimento teve um preço. O descaso de governos irresponsáveis permitiu a extinção de áreas verdes e a supressão cada vez maior das famosas árvores que um dia deram o título de Cidade Jardim à capital de Minas Gerais. Hoje, quem caminha pelas ruas de Belo Horizonte percebe a ausência de sombra e sente na pele os efeitos do fenômeno da ilha de calor urbana. A diferença de temperatura entre a região central da capital e suas áreas periféricas pode ultrapassar 3° C (Abreu & Assis, 1998).
    A Belo Horizonte de 2009 já não tem o clima agradável de outrora. Além dos temporais cada vez mais severos, a "BH" de hoje tem convivido com dias de calor intenso, pouco vento e baixa umidade relativa do ar - condições que favorecem o acúmulo de poluentes na baixa troposfera.
    Nesse sábado, dia de festa, a charmosa capital amanheceu com céu claro e temperatura agradável: 18,6° C na região da Pampulha, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). A máxima, durante a tarde, foi de 30,4° C.

    Nenhum comentário: