Monitoramento ao vivo: twitter.com/bhtempo

bhtempo

    25 de julho de 2009

    Chuva e frio na Zona da Mata mineira

    Nebulosidade associada a passagem de uma frente fria pelo litoral do Estado do Rio de Janeiro deixa o tempo nublado e chuvoso em grande parte da Zona da Mata mineira. Em Barbacena, às 16 horas, fazia apenas 15,1° C e a umidade relativa estava em 97 %. Ontem no mesmo horário a temperatura era igual a 19,3° C. Chove desde o fim da manhã na cidade. Em Juiz de Fora, o tempo também está chuvoso e frio neste sábado. Às 16 horas fazia 16,1° C na cidade.

    Pressão aumenta e calor diminui em BH

    A manhã desse sábado está sendo menos quente que a dos últimos dias na capital mineira. Às 11 da manhã, a estação automática do Instituto Nacional de Meteorologia na região da Pampulha registrou 23,5° C e umidade relativa de 65 %. Ontem, no mesmo horário, fazia 26,7° C com umidade em apenas 45 %. Os ventos também estão mais intensos nessa manhã: as rajadas mais fortes ficam em torno de 30 km/h. O céu está parcialmente nublado, conforme imagem ao lado. Essa sensível mudança no tempo é resultado da elevação da pressão sobre a região. Às 11 da manhã de hoje a pressão estava em 922,7 hPa, contra 919,8 hPa de ontem no mesmo horário. A máxima nesse sábado deve ficar em torno de 28° C. Não há expectativa de chuva para os próximos dias em Belo Horizonte.
    .

    24 de julho de 2009

    Frente fria recua para Sul do país

    A frente fria que provoca chuva no Estado de São Paulo desde ontem não conseguiu vencer a barreira de ar seco sobre o centro-norte do Brasil e agora retrocede para o Sul do país. As imagens de satélite acima são de 11h da manhã (esquerda) e 17h da tarde (direita) - horário de Brasília. Observe como a nebulosidade frontal que antes se concentrava sobre o Estado de São Paulo, agora já atinge boa parte do Paraná. A massa de ar seco e quente aumenta sua influência sobre o norte fluminense e o Sul de Minas e afasta as nuvens de chuva.

    Belo Horizonte

    Na capital mineira, a temperatura máxima registrada hoje foi de 29,2° C tanto na região da Pampulha quanto na estação oficial do INMET na região Centro-Sul da cidade. A umidade relativa baixou aos 36 %. Amanhã a máxima deve voltar a beirar os 30° C, sem previsão de chuva.

    Calor em julho pode atingir recorde histórico em BH

    A tarde dessa sexta-feira começou muito quente na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Na capital, o aeroporto da Pampulha registrava 28° C ao meio-dia. A umidade relativa do ar estava em torno de 40 % nesse horário. A maior temperatura já registrada em julho na capital foi no ano de 1990, quando chegou a fazer 30,4° C. A tarde de hoje pode quebrar esse recorde histórico.
    Uma frente fria se aproxima da região, mas não deve provocar qualquer volume de chuva. A intensa massa de ar seco que predomina sobre o centro-norte mineiro impede a progressão do sistema frontal, que será desviado para o oceano.

    23 de julho de 2009

    Belo Horizonte tem 29,8°C em pleno mês de julho

    A capital mineira teve uma tarde de muito calor e desconforto nesta quinta-feira. A estação automática do INMET na região da Pampulha chegou a registrar 29,8° C entre 15 e 16 horas. A umidade relativa do ar baixou para 31% nesse horário, apenas 1 % acima do limite estabelecido pela Defesa Civil para decreto de Estado de Atenção. Muitas nuvens em médios e altos níveis cobriram o céu da capital ao longo de todo o dia, conforme imagem ao lado. Esse tipo de nebulosidade não provoca chuva e apenas indica que nuvens mais carregadas estão próximas. A pressão atmosféria está em declínio e atingiu a marca de 916,3 hPa entre 14 e 15 horas. Ontem, no mesmo horário, a pressão era igual a 917,7 hPa.
    Temperatura mais amena na zona sul da capital
    Novamente a zona sul da capital apresentou temperatura mais amena que a região da Pampulha. A máxima registrada no 5° Distrito de Meteorologia, localizado entre as avenidas do Contorno e Raja Gabáglia, foi igual a 27,6° C. Esse valor está 3 graus acima da média para o período 1961-1990 no mês de julho. Ainda nessa estação, a mínima observada na madrugada de hoje ficou em 17,3° C contra uma média mensal de 13,1° C.
    Previsão para amanhã
    O calor deve se instalar na RMBH e centro-norte mineiro até pelo menos o início de agosto. Amanhã a temperatura deve ultrapassar os 30° C na capital e a umidade relativa pode ficar abaixo de 30 %. Veja como se prevenir dos males da baixa umidade, segundo a Defesa Civil:
    Umidade relativa entre 20 e 30% - Estado de Atenção
    • Evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11 e 15 horas.
    • Umidificar o ambiente através de vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água, molhamento de jardins, etc.
    • Sempre que possível permanecer em locais protegidos do sol, em áreas vegetadas, etc.
    • Consumir água à vontade.

    Àqueles que se interessarem, o BH TEMPO indica um aparelho umidificador e ionizador de ar. Veja detalhes aqui..

    Frente fria se aproxima de Minas Gerais, mas chance de chuva em BH é nula

    Uma frente fria bastante organizada avança pelo Estado de São Paulo e se aproxima de Minas Gerais entre hoje e amanhã. Na retaguarda desse sistema, uma forte massa de ar polar deixa as temperaturas muito baixas em todo o território argentino. Ontem nevou em várias cidades desse país, inclusive na região da Grande Buenos Aires. Às 11 da manhã de hoje (hora local) fazia apenas 4° C no aeroporto internacional de Ezeiza, próximo à capital argentina. Nesta quinta-feira, a massa de ar frio derruba a temperatura nos Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

    Em Minas Gerais, a influência dessa frente fria será muito pequena. Apenas no extremo sul do Estado pode chover a partir de amanhã. Na Região Metropolitana de Belo Horizonte e em todo o centro-norte mineiro, uma massa de ar seco e quente persiste e impede o avanço de instabilidades frontais. Belo Horizonte deve ter dias de bastante calor, com máximas beirando os 30° C, até pelo menos o início de agosto.
    .

    22 de julho de 2009

    Começa pré-frontal em BH

    A frente fria que se aproxima de Minas Gerais já provoca mudanças no tempo na porção centro-sul do Estado. Em Belo Horizonte, condições de pré-frontal já eram sentidas por volta das 11 da manhã desta quarta-feira, quando os ventos passaram a soprar dos quadrantes norte e oeste. Esses ventos, mais quentes e secos, elevaram a temperatura na tarde de hoje: a máxima chegou aos 28,6° C na região da Pampulha. A umidade relativa ainda não caiu a ponto de atingir o estado de atenção (abaixo de 30 %) e ficou em 38 % entre as 14 e 16 horas. Nuvens cirrus, que prenunciam mudanças no tempo, puderam ser vistas no céu da capital ao longo de toda a tarde, conforme imagem ao lado. Até sábado a temperatura pode ultrapassar os 30° C na cidade.

    21 de julho de 2009

    Minas extremos Gerais

    Minas Gerais é mesmo um Estado de extremos, inclusive no que diz respeito ao clima. No início da tarde de hoje, por exemplo, a diferença de temperatura entre as cidades de Juiz de Fora e Uberaba era de quase 15 graus, segundo dados de aeroportos. Na cidade da Zona da Mata fazia 15° C com umidade relativa de 88 % ao meio-dia. Não chovia, mas o céu estava bastante fechado. Já no aeroporto da cidade do Triângulo, a temperatura no mesmo horário era de 28° C e a umidade relativa igual a 35 %. O céu estava bem claro e não havia qualquer sinal de nuvens.
    Além da Zona da Mata, o dia também está nublado e frio nas regiões dos vales do Rio Doce, Mucuri e Jequitinhonha. A nebulosidade presente nestas áreas, resultante da atividade de um sistema de alta pressão localizado sobre o oceano, mantém a temperatura baixa e a umidade elevada. Em Belo Horizonte - transição entre a porção mineira mais úmida e a outra mais seca - fazia 24° C e a umidade relativa estava em 54 % ao meio-dia.
    .

    20 de julho de 2009

    Ar polar não chega e temperatura dispara em BH

    Apesar de quase todos os modelos de previsão de tempo indicarem uma segunda-feira mais amena em Belo Horizonte, com máxima em torno de 24° C, a temperatura chegou à marca de 27,1° C, segundo dados da estação do INMET na região da Pampulha. A massa de ar polar que atingiria a capital mineira hoje restringiu sua influência à uma estreita faixa entre o litoral de São Paulo e Espírito Santo. Em Belo Horizonte, a pressão atmosférica não subiu e o vento ainda sopra quente e seco do interior do continente, o que explica a rápida elevação da temperatura. A imagem ao lado mostra o céu parcialmente nublado que predominou durante a tarde de hoje na cidade. Às 16 horas fazia 26,2° C e a umidade relativa era de 41 %.
    Contrastes em BH: tarde amena na região centro-sul da cidade
    Se na região da Pampulha a tarde de hoje foi abafada, com termômetros ultrapassando os 27° C, na zona sul da capital mineira a máxima não passou dos 24,8° C, valor próximo daquele previsto pelos modelos meteorológicos. A diferença de quase 3 graus resulta de diversos fatores, dentre os quais destacamos: altitude, latitude e relevo.
    Atualizado às 19:14
    .

    Previsão para os próximos 5 dias em Belo Horizonte


    19 de julho de 2009

    Previsão de calor intenso a partir de quarta em BH

    Para quem gosta de frio, a previsão para a semana que começa hoje não é nada favorável. A partir da próxima quarta-feira e pelo menos até sábado, Belo Horizonte deverá ter tardes muito quentes, com máximas beirando os 30° C (até 6 graus acima da média para o mês). A última vez que a estação meteorológica do INMET localizada na região da Pampulha registrou temperatura na casa dos 30° C foi no dia 16 de março (30,3° C). A umidade relativa do ar, que esse ano ainda não baixou dos 23 %, poderá ficar em torno de 15 %. A onda de calor em pleno julho - mês mais frio do ano - resultará do fortalecimento de uma massa de ar seco e quente sobre o centro-norte de Minas Gerais. Esse sistema irá barrar a progressão de uma frente fria que já se aproxima do Sul do país. O sistema frontal ficará estacionado sobre o extremo sul mineiro a partir de quinta-feira. Nessa região, o frio e a chuva se farão presentes. Em Belo Horizonte, apesar do calor diurno, nas madrugadas o friozinho continua, com mínimas em torno de 15° C.
    .

    Nebulosidade frontal sobre RMBH

    Nebulosidade associada à passagem de uma frente fria pouco organizada pelo oceano influencia as condições de tempo na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O domingo amanheceu parcialmente nublado na capital e ainda no final da manhã o céu fechou. Apesar disso, não há expectativa de chuva na cidade. Às 11 horas fazia 21,8° C com umidade relativa de 58 % na região da Pampulha.
    A chance de chuva é um pouco maior para a região do Vale do Rio Doce, próximo ao Estado do Espírito Santo.

    O que dizer do inverno de 2009?

    Oficialmente o inverno ainda não terminou, mas o BH TEMPO já preparou um material especial sobre a estação até o momento. Trata-se de uma análise interanual sobre o comportamento de diversos parâmetros meteorológicos num período de 30 dias - 16/06 a 15/07 - nos anos de 2007, 2008 e 2009. Os dados empregados na análise pertencem ao Instituto Nacional de Meteorologia e foram medidos automaticamente por uma estação localizada na região da Pampulha, em Belo Horizonte. Confira na tabela abaixo:

    De modo geral, os dados permitem observar que o inverno de 2009 tem sido marcado por índices mais elevados de umidade relativa do ar e precipitação. A pressão atmosférica, por sua vez, está até 1,8 hPa menor esse ano. Já para a temperatura, 2009 se destaca por valores maiores que os registrados nos outros anos. A média das máximas, por exemplo, ficou 1,5° C mais alta em 2009 do que em 2008. Ou seja, se por um lado, 2009 tem tido um inverno menos seco, por outro, o frio se faz menos presente.
    O BH TEMPO alerta, entretanto, que não significa que o restante do inverno seguirá essa tendência. Trata-se apenas de uma análise isolada, para um período de 30 dias, sem qualquer pretensão no sentido de prever o comportamente futuro do clima.
    .