Monitoramento ao vivo: twitter.com/bhtempo

bhtempo

    26 de setembro de 2009

    Manhã fria em Diamantina

    Ventos frios e úmidos oriundos do oceano deixam a manhã desse sábado fria e nublada na região da cidade de Diamantina, no alto do vale do Jequitinhonha. Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia, durante essa madrugada chegou a chover fraco na cidade. Agora há pouco, às 9 da manhã, fazia apenas 14,7° C com umidade relativa de 91 %. A máxima hoje não deve passar dos 20° C em Diamantina.
    BH: A capital mineira amanheceu com céu parcialmente nublado a nublado e muito vento. No entanto, não faz frio: às 9 horas, a temperatura era igual a 22,0° C na região da Pampulha. Máxima prevista de 27° C.

    25 de setembro de 2009

    Vento moderado em Belo Horizonte

    A atividade de um sistema de alta pressão posicionado entre o oceano e o continente é responsável por rajadas moderadas de vento leste/sudeste na noite dessa sexta-feira em Belo Horizonte. Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia, na região da Pampulha as rajadas mais intensas superam a velocidade de 37 km/h. Todo esse vento reduz a sensação térmica nas próximas horas. Às 10 da noite fazia 19,1° C na capital, no entanto a sensação era de até 13° C. Além disso, a circulação marítima transporta bastante umidade e nebulosidade oceânica para a região.

    Frente fria se afasta e sol volta a aparecer em MG


    O avanço de uma massa de ar polar, associada a um sistema de alta pressão atmosférica, afasta as instabilidades de uma frente fria e reduz as condições para ocorrência de chuva nessa sexta-feira em Minas Gerais. A pressão subiu e a circulação marítima voltou a atuar sobre as regiões mineiras próximas do litoral. Os ventos mais frios e úmidos do oceano propiciam a formação de nebulosidade estratiforme na Zona da Mata e nos vales dos rios Doce, Mucuri e Jequitinhonha. Em Juiz de Fora, o céu estava bastante fechado ao meio-dia e a temperatura era de apenas 16,6° C, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia. No mesmo horário fazia 20,4° C em Viçosa. Até mesmo na cidade de Timóteo, conhecida por suas temperaturas elevadas, a tarde começou agradável: ao meio-dia fazia 21,1° C. Em Belo Horizonte e Região Metropolitana, o sol predomina (imagem acima e à esquerda) mas não faz calor. Na capital, a temperatura era igual a 25,6° C ao meio-dia, conforme registros do INMET na região da Pampulha. A máxima não deve passar dos 27° C. No Triângulo Mineiro, Centro-Oeste, Norte e Noroeste do estado, o sol brilha forte, faz calor e a umidade entra em declínio. Em Uberlândia chegou a fazer 27,6° C entre 11 da manhã e meio-dia. A umidade relativa estava em torno de 45 %. A máxima hoje pode chegar aos 29°C na cidade.

    24 de setembro de 2009

    Pancadas, chuviscos e céu fechado

    Em Belo Horizonte, a quinta-feira foi de céu parcialmente nublado à nublado. Pela manhã chuviscou em alguns bairros da cidade e durante a tarde pancadas de chuvas mais significativas atingiram grande parte da capital. Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura máxima registrada na região da Pampulha foi igual a 26,7° C. Com a chuva da tarde, a temperatura caiu para 19,2°C e a umidade relativa elevou-se aos 91 %.

    Mais uma manhã nublada em BH

    Após uma madrugada de muita chuva, a capital mineira amanheceu com névoa úmida, céu fechado (imagem ao lado) e temperatura amena. A mínima registrada pelo Instituto Nacional de Meteorologia na região da Pampulha foi igual a 16,3° C, entre 5 e 6 da manhã. A frente fria responsável pela chuva dos últimos dias avança para o norte do estado e a chance de chuva diminui na Região Metropolitana de Belo Horizonte. No entanto, durante o final de semana, o calor poderá provocar novas pancadas de chuva rápida.

    23 de setembro de 2009

    Monitoramento: chove em BH

    Áreas de instabilidade associadas à uma frente fria se aproximam de Belo Horizonte e já provocam pancadas de chuva moderada a forte no final dessa noite em algumas regiões da capital. Às 23 horas fazia 19,8° C com umidade relativa de 91 % na região da Pampulha.
    Por volta da meia-noite ainda chovia em BH e a temperatura era igual a 17,5° C.

    Belo Horizonte já teve mais que o dobro da média de chuva esperada para o mês de setembro.

    Atualizado às 00:11



    Nebulosidade carregada persiste sobre RMBH



    Nuvens carregadas, associadas à presença de uma frente fria sobre o Sudeste do país, deixaram o tempo fechado e chuvoso ao longo dessa quarta-feira em grande parte de Minas Gerais. Em Belo Horizonte (imagem acima e à direita), a nebulosidade foi responsável por uma tarde mais amena. Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia, a máxima não passou dos 25,0° C na região da Pampulha. A umidade relativa do ar se manteve acima dos 63 %. Às 18 horas fazia 21,1° C com umidade relativa de 79 % nesse local. Até amanhã ainda pode chover forte na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

    Belo Horizonte tem manhã chuvosa e amena

    Conforme previsto pelo BH TEMPO, áreas de instabilidades vindas de oeste provocaram chuva moderada durante a madrugada de hoje em Belo Horizonte. As pancadas atingiram a capital por volta das 4 da manhã. A quarta-feira amanheceu com céu muito nublado (imagem ao lado) e temperatura amena na cidade. Às 9 horas ainda chovia fraco e fazia 20° C com umidade relativa de 92 % na região da Pampulha, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia. Ao longo do dia pode voltar a chover de forma mais intensa na capital.

    22 de setembro de 2009

    RMBH pode ter novas pancadas de chuva nessa madrugada

    Novas áreas de instabilidades formadas pelo tempo quente e úmido no Centro-Oeste do país se aproximam da Região Metropolitana de Belo Horizonte e podem provocar pancadas de chuva moderada ainda na madrugada dessa quarta-feira. Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia, entre a manhã de ontem e a de hoje choveu 58,4 milímetros (ou 58,4 litros de água por metro quadrado) na região Centro-Sul de Belo Horizonte. Esse valor, acumulado em apenas 1 dia, supera a média climatológica total de precipitação para o mês de setembro na capital (40,5 milímetros). Nos próximos dias o calor predomina e as condições para ocorrência de tempestades persistem em quase todo o estado de Minas Gerais.

    Previsão para os próximos 5 dias em Belo Horizonte


    Calor continua até o final do mês

    Apesar das fortes chuvas que atingiram grande parte de Minas Gerais nas últimas horas, as temperaturas devem permanecer elevadas em todo o estado. A pressão atmosférica continua baixa e o calor e a elevada umidade poderão ocasionar novas tempestades nos próximos dias, inclusive na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Nesta terça, a previsão é de céu parcialmente nublado a nublado na capital, com máxima de 27° C. Pode voltar a chover até o final do dia.

    21 de setembro de 2009

    Muita chuva na Zona da Mata e Campo das Vertentes

    Nesta segunda feira, o volume de chuva registrado pelas estações automáticas localizadas na Zona da Mata e Campo das Vertentes foi significativo. Nas últimas 24 horas, choveu 20.2mm em Juiz de Fora, 28.2mm em Barbacena e impressionantes 84.6mm em São João Del-Rei.

    A tendência é de permanência do quadro de instabilidades pelo menos até sexta-feira, seguido por queda de temperatura principalmente à noite no fim de semana.

    21 DE SETEMBRO, DIA DA ÁRVORE

    'Quando a última árvore...
    ...tiver caído,
    quando o último rio tiver secado,
    quando o último peixe for pescado,
    vocês vão entender que dinheiro não se come.'

    "Martin Luther King"

    A Natureza aclama sua ajuda.
    Neste último século, o meio ambiente vêm sofrendo uma grande e acelerada transformação. E muitas destas alterações na natureza são praticamente irreversíveis a curto ou médio prazo. Se continuarmos com o mesmo ritmo de desenvolvimento, sem procurarmos estabelecer limites ao manejo e preservação dos recursos ambientais, a qualidade de vida no planeta diminuirá drasticamente.

    Alguns dados alarmantes sobre o meio ambiente:
    Entre dois e sete milhões de pessoas sofrerão anualmente com inundações, principalmente nas áreas costeiras onde a pressão demográfica aumenta e nos grandes deltas da África ocidental, da Ásia e do Mississippi. As populações pobres, incluindo as dos países desenvolvidos, serão as mais vulneráveis à mudança climática.

    Antes do ano 2080, estimam os especialistas no documento de 1400 páginas, até 3,2 mil milhões de pessoas estarão expostos a uma severa escassez de água e 600 milhões à fome por causa das secas e da degradação e salinização do solo. Os cientistas advertiram que o aquecimento afectará todas as formas de vida na Terra. "Entre 20 e 30 por cento das espécies vegetais e animais terão um risco crescente de extinção se o aumento da temperatura mundial se situar entre 1,5 e 2,5 graus centígrados por comparação a 1990", advertiu o IPCC.

    • A incidência de furacões nível 5 está aumentando consideravelmente. Em 2005, somente em torno do Oceano Atlântico, foram registrados 15 do tipo;
    • Nas últimas décadas, a média da temperatura mundial foi elevada em 0,7°C. No sul do Brasil, o aumento foi de 1,4°C ;
    • Em 2005, aconteceram 360 desastres naturais, um aumento de 18% em relação a 2004; Em 25 anos, 620 mil mortes foram registradas em virtudes de desastres naturais; Desmatamentos e queimadas lançam, anualmente, mais de 200 milhões de toneladas de carbono na atmosfera;
    • Entre 2002 e 2005, a Amazônia perdeu 70.000km² de seu território em virtude de desmatamentos e queimadas indiscriminadas;
    • Até o final do século, prevê-se um aumento de até 7°C na temperatura da região semi-árida do nordeste brasileiro;
    • Atualmente, cerca de 1,2 bilhões de pessoas se encontram no estado de alta pobreza devido às condições climáticas de suas regiões;
    • Nos próximos 50 anos, o nível do mar deve subir entre 30 e 80cm, devido ao derretimento das calotas polares;
    • O aumento de temperatura registrados nos últimos 50 anos foi de 3°C;
    • O Brasil é quarto maior poluidor do planeta;
    • Nos últimos 12 anos, na Antártica já foram perdidos 14km² de gelo;
    • O prejuízo estimado com os desastres ambientais dos últimos 10 anos é de 570 bilhões de dólares;

    Denuncie:
    Denúncias relacionadas a agressões ambientais podem ser tratadas diretamente com o IBAMA, através da Linha Verde. A Linha Verde é um canal do Ministério do Meio Ambiente que, por meio da Ouvidoria do IBAMA, acolhe denúncias, sugestões e reclamações ligadas a temas ambientais. Sua denúncia pode ser feita gratuitamente pelo telefone 0800-61-8080 ou pelo e-mail linhaverde.sede@ibama.gov.br. É necessário informar os dados mais precisos, para que a apuração da denúncia seja acelerada.

    Seja voluntário da natureza.
    Faça desse dia 21, um dia Especial para você, PLANTE UMA ARVORE.
    Salvar a natureza, é salvar a própria vida.

    Por Marcio Demari
    PLANETA VOLUNTÁRIOS
    Porque ajudar faz bem !
    http://www.planetavoluntarios.com.br/
    A maior Rede Social de Voluntários e ONGs do Brasil !!!

    Temporal na RMBH

    Uma forte chuva, acompanhada por raios e trovoadas, caiu sobre a Região Metropolitana de Belo Horizonte na tarde dessa segunda-feira. Por volta das 16 horas ventos intensos trouxeram nuvens carregadas para a região e o céu fechou. Com o temporal, a temperatura caiu mais de 10 graus na capital, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia registrados na região da Pampulha. Uma intensa frente fria avança por Minas Gerais e ainda deve provocar muita chuva nos próximos dias. (Imagem: Uai)

    20 de setembro de 2009

    Domingo de muito calor em MG

    A tarde desse domingo ainda foi muito quente em todo o estado de Minas Gerais. Veja a temperatura máxima registrada em algumas localidades, segundo dados de estações automáticas do Instituto Nacional de Meteorologia:
    Maria da Fé: 25,1° C
    Diamantina: 28,1° C
    Araxá: 29,5° C
    Formiga: 30,2° C
    Uberlândia: 30,2° C
    São João Del-Rei: 30,9° C
    Barbacena*: 31° C
    Juiz de Fora*: 32° C
    Belo Horizonte (Pampulha): 32,9° C
    Unaí: 35,1° C
    Muriaé: 35,3° C
    Montes Claros: 35,5° C
    Governador Valadares: 36,2° C
    Espinosa: 36,9° C
    * temperatura registrada no aeroporto local

    Previsão é de muita chuva nos próximos dias em MG

    Instabilidades associadas ao calor e à presença de uma frente fria no Sudeste do país se organizam em um extenso canal de umidade até a Amazônia, o que deve provocar muita chuva nos próximos 5 dias no centro-sul de Minas Gerais. Os maiores volumes de precipitação serão observados nas regiões do Sul e Sudoeste de Minas, além do Campo das Vertentes e Região Metropolitana de Belo Horizonte. As temperaturas permanecem elevadas e há condições para descargas elétricas e trovoadas.