Monitoramento ao vivo: twitter.com/bhtempo

bhtempo

    20 de fevereiro de 2010

    Manhã nublada em BH

    Ventos marítimos - mais frios e úmidos - atingem a Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) e deixam o céu nublado na manhã desse sábado na capital mineira (imagem ao lado). Às 11 h fazia 24,9° C com umidade relativa de 69 % na região da Pampulha, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia. A chuva dos últimos dias elevou o acumulado de precipitação mensal para 22,6 mm na região da Pampulha e 33,1 mm na Zona Centro-Sul da cidade, valores ainda muito inferiores à média histórica de fevereiro. A partir da tarde, a combinação do calor com a elevada umidade pode provocar novas pancadas de chuva na RMBH. Máxima prevista de 29° C para Belo Horizonte.

    18 de fevereiro de 2010

    Frente fria rompe bloqueio sobre RMBH e chove

    Após uma longa sequência de dias de sol forte e calor, uma frente fria finalmente conseguiu romper o bloqueio da massa de ar quente e seco e voltou a chover sobre a região central mineira. Na noite dessa quinta-feira chovia de forma generalizada, com raios e trovoadas, em Belo Horizonte. A temperatura, que chegou aos 31,7° C durante a tarde, era de apenas 18,5° C às 21 h, segundo dados da estação automática do Instituto Nacional de Meteorologia localizada na região da Pampulha. Amanhã, novas pancadas de chuva devem ocorrer na capital e a máxima não passa dos 29° C.

    Frente fria chega ao Sul de MG

    A frente fria que chegou ao estado de São Paulo nessa quarta-feira conseguiu avançar para o Sul de Minas Gerais e, ainda na noite de ontem, provocou chuva nessa região e também no Triângulo Mineiro e na Zona da Mata. O ventou mudou de direção e a temperatura caiu. Em Poços de Caldas e Juiz de Fora, por exemplo, chovia às 11 h dessa manhã e a temperatura era de apenas 18° C, segundo aeroportos. Ontem, no mesmo horário, fazia 30° C na cidade da Zona da Mata, o que representa uma queda de 12° C em 24 h! Na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), o céu está nublado, mas não chove nessa manhã. No início da noite de ontem foram registradas pancadas de chuva isolada em alguns pontos da RMBH. No alto da Serra do Rola Moça, em Ibirité, o pluviômetro da estação do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) acumulou 7,4 mm entre 17 h e 18 h. Na madrugada voltou a chover em áreas isoladas da RMBH. Na capital, onde ainda não choveu, a madrugada foi de muito calor. Segundo a estação do INMET na região da Pampulha, a mínima registrada antes do sol nascer foi de 23,8° C, a maior do ano e certamente uma das maiores da história. A manhã está abafada e às 11 h já fazia 27,0° C. PREVISÃO: a frente fria que avançou para Minas se desloca lentamente para o oceano e não irá atingir o centro-norte do estado. Em Belo Horizonte, ainda pode chover entre hoje e amanhã, mas a chuva deve ser pouco expressiva.

    17 de fevereiro de 2010

    BH tem recorde de calor do ano: 33,9° C

    A tarde dessa quarta-feira de cinzas foi a mais quente do ano até o momento em Belo Horizonte. Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) registrados na região da Pampulha, a temperatura chegou aos 33,9° C entre as 16 h e 17 h. Nesse horário, a umidade relativa do ar atingiu seu valor mínimo no dia: 32 %. Hoje foi o segundo dia consecutivo de quebra de recordes de calor na capital mineira. Na tarde de ontem, a temperatura já havia chegado aos 33,3° C, superando a marca anterior - 32,3° C - de 3 de fevereiro.
    Além do calor, a falta de chuvas começa a preocupar. As pancadas de chuva que atingiram a capital nesse mês foram muito isoladas. Para se ter uma idéia, no local da estação do INMET na região da Pampulha, o acumulado do dia 1°/02 até hoje é de apenas 3 mm. Na região Centro-Sul da cidade, o acumulado é de 7,5 mm (contra uma média histórica de 188,4 mm).
    As anomalias de temperatura e precipitação observadas nesse mês em quase todo o Sudeste do país são atribuídas ao fortalecimento de uma massa de ar quente e seco, associada a um sistema de alta pressão atmosférica com centro oceânico. Essa dinâmica é comum na estação seca, quando grande parte de Minas Gerais costuma enfrentar longos períodos de estiagem. Isso não significa, no entanto, que a "seca" vivenciada por algumas regiões de Minas nesse mês de fevereiro seja um fenômeno raro ou de todo incomum. De acordo com dados do INMET, a capital já teve fevereiros com chuvas abaixo da média, como, por exemplo, os de 1984 (apenas 4 mm), 1987 (72,2 mm) e 2001 (64,7 mm).
    A previsão para os próximos dias é de que áreas de instabilidade consigam provocar alguma chuva na Região Metropolitana de Belo Horizonte e as temperaturas sofram um ligeiro declínio.

    16 de fevereiro de 2010

    Feriado de Carnaval com temperaturas elevadas em MG

    Essa terça-feira, feriado de Carnaval, foi de bastante calor em Belo Horizonte e em outras cidades de Minas Gerais. Na capital, durante a manhã o céu estava com poucas nuvens, mas ao final da tarde a combinação do calor com a elevada umidade provocou pancadas de chuva com raios e trovoadas em áreas isoladas. No entanto, nem mesmo o aumento da nebulosidade ao longo do dia amenizou o calorão (imagem ao lado).
    A máxima registrada pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) na região da Pampulha ficou em 33,3° C, sendo a maior do ano até o momento. A umidade relativa do ar era igual a 36 % nesse momento, o que acentuou a sensação de calor.
    No Leste de MG, as temperaturas também ficaram elevadas. Em Governador Valadares, a máxima registrada pelo INMET foi de 37,4° C, entre 14 e 15 h. Já na cidade de Almenara, situada no Vale do Jequitinhonha, a máxima foi de 36,1° C entre 16 e 17 h.
    Em contrapartida, os foliões em Diamantina tiveram um dia de temperaturas amenas. A mínima registrada nessa manhã foi de apenas 17,1° C, entre 5 h e 6 h.
    Para amanhã, quarta-feira de cinzas, ainda é esperado calor em grande parte de Minas Gerais. Em BH a temperatura pode ultrapassar os 32° C, mas deve chover. Nos próximos dias, uma frente fria se aproxima do estado e a temperatura entra em ligeiro declínio.